Datas dos signos – Entenda de uma vez por todas

As datas dos signos são estabelecidas por meio da leitura do mapa do céu no dia em que você nasceu. O signo “principal” (que todo mundo responde por primeiro) é o signo sol, aquele que é descoberto pela posição desse astro no horário de seu nascimento.

signos

Esse signo define as suas principais características e a personalidade.

Existem 12 signos, separados em quatro elementos da natureza. Veja quais são e o período do ano que os compreendem:

  • Áries: de 21 março a 20 abril;
  • Touro: de 21 abril a 20 maio;
  • Gêmeos: de 21 maio a 20 junho;
  • Câncer: de 21 junho a 22 julho;
  • Leão: de 23 julho a 22 agosto;
  • Virgem: de 23 agosto a 22 setembro;
  • Libra: de 23 setembro a 22 outubro;
  • Escorpião: de 23 outubro a 21 novembro;
  • Sagitário: de 22 novembro a 21 dezembro;
  • Capricórnio: de 22 dezembro a 20 janeiro;
  • Aquário: de 21 janeiro a 18 fevereiro;
  • Peixes: de 19 fevereiro a 20 março.
homem sentado no sofá estudando com um notebook no colo

Qual faculdade tem pedagogia em 3 anos?

Pode até parecer que não, mas muita gente ainda tem dúvidas com relação ao tempo de duração do curso de Pedagogia. Porém, a resposta correta é uma só: a faculdade de pedagogia dura 4 anos!

A princípio, toda esta confusão se deu devido ao fato de que até o final do ano de 2019 ainda era possível encontrar cursos de pedagogia com a duração de 3 anos.

A alteração neste sentido aconteceu com a publicação da resolução CNE/CP n. 02/2015, a qual acrescentou mais um ano a todos os cursos de licenciatura, incluindo pedagogia a distância ou presencial.

Assim, após a resolução foi preciso esperar um tempo para que todas as instituições se adequassem, mas, a partir de 2020 só é possível encontrar cursos com 4 anos.

Então, desta forma, respondendo ao questionamento que se propõe este texto, de qual faculdade oferece o curso de pedagogia em 3 anos, podemos afirmar que, atualmente, não existe nenhuma faculdade de pedagogia, justa e comprometida com o desenvolvimento de seus alunos, que ofereça o curso com duração inferior a 4 anos.

Aliás, para deixar claro, o Ministério da Educação não exige que o curso de pedagogia ocorra com duração de quatro anos, mas sim que se cumpra a carga horária mínima de 3.220 horas. Desta maneira, as instituições fazem uma média de 800 horas por ano para que todo o conteúdo seja passado sem sobrecarregar os alunos.

Para quem não sabe, toda essa mudança tem como objetivo permitir que o aluno tenha um acesso mais longo ao conhecimento, e consequentemente, complete a licenciatura mais bem preparado para o mercado de trabalho, e também, para seguir os estudos com a especialização do seu interesse.

 

Grade curricular do curso de Pedagogia

Olhando atentamente para a grade curricular do curso de Pedagogia, é possível perceber por que o aumento na duração do curso foi necessário.

A carga horária mínima do curso, sendo ele a distância ou presencial, é de 3.200 horas, divididas entre 2.800 para o desenvolvimento de pesquisas, atividades e práticas, e outras 300 horas reservadas para o estágio supervisionado obrigatório. Para fechar a conta, as últimas 100 horas são para a monitoria e iniciativa científica. Fechando um aprendizado completo que vai desde a pesquisa, passando pela teoria e chegando à prática.

Assim, para ser capaz de enfrentar todos os desafios impostos pelo mercado de trabalho, que está cada vez mais exigente, o curso de pedagogia ead precisa oferecer um conteúdo bastante profundo em questões históricas, sociais e culturais da educação no Brasil e no mundo.

Para isso, a sua grade curricular é composta por disciplinas como Alfabetização e Letramento, Didática, Educação de Jovens e Adultos, Ensino de Língua Portuguesa, Matemática, Artes, História, Geografia, Ciências Naturais e Educação Física, Estrutura e Organização do Sistema Educacional, Filosofia, Sociologia e Psicologia da Educação, História da Educação, Informática Aplicada à Educação, Libras (Língua Brasileira de Sinais), Literatura Infantil, Orientação Educacional, Pedagogia nas Instituições não Escolares, Supervisão e Orientação Pedagógica, Técnicas de Avaliação da Aprendizagem e Tecnologia e Novas Mídias.

Enfim, como você deve ter percebido ao analisar brevemente os conteúdos da grade, além das matérias acima descritas, será necessário cumprir atividades complementares que podem ser realizadas já no início da faculdade, atividades integradoras ao longo do curso, para refletir sobre as disciplinas estudadas, estágio supervisionado e trabalho de conclusão de curso, o famoso TCC.

 

Como escolher uma graduação em Pedagogia

Agora que você já sabe quanto tempo dura a faculdade de pedagogia, precisa saber diferenciar as opções de instituições existentes no mercado educacional e escolher aquela que melhor atenderá ao seu objetivo.

E por isso, com o objetivo de facilitar o processo de escolha, elaboramos abaixo algumas dicas e questionamentos que, se seguidos, podem te levar a melhor opção de ensino.

Para escolher com segurança a melhor faculdade de pedagogia a distância, você deve se preocupar, em primeiro lugar, com os conceitos, avaliações e exigências feitos pelo Ministério da Educação. Aqui, vale a pena ficar de olho se a instituição cumpre mesmo a carga horária mínima de 3.200h curriculares.

A partir daí, o ideal é que você leve em consideração também os benefícios oferecidos pela instituição, como por exemplo, a flexibilidade no prazo de duração do curso, oferta de materiais didáticos impressos aliados ao ensino online e método do sistema de avaliação.

Tudo isso, é claro, sem deixar de lado que a parte financeira da coisa. A opção de curso deve estar disponível em mensalidades que cabem no seu bolso, proporcionando ainda uma rotina ajustável ao seu dia a dia.

Assim, ao considerar todos estes pontos, e destacar os prós e contras de cada um, com certeza você estará optando pela melhor faculdade para você, e consequentemente, estará pronto para aprender tudo sobre pedagogia.

Para finalizar, esperamos que ao ingressar no ensino superior, você possa adquirir todos os conhecimentos necessários para se tornar um profissional experiente e valorizado.

imagem de uma fechadura para portas de vidro

COMO ESCOLHER UMA FECHADURA?

A fechadura não é o único sistema para garantir um bom fechamento e segurança para sua casa ou local de trabalho. Com ela há a contra fechadura, que se integra a esse sistema.

Existe uma infinidade de opções, modelos e materiais. Utilizados em portas de entrada ou internas, portões e garagens, a escolha certa deve ser feita para se encaixar perfeitamente em seu projeto e no nível de segurança que se busca.

Confira abaixo as melhores dicas para comprar fechadura!

 

TIPOS DE FECHADURA

Na composição da fechadura ela pode vir tanto com a contra fechadura quanto sem. Confira abaixo a diferença entre elas.

  • Fechadura: É a parte em que se fecha a porta, janela ou portão com o uso de uma chave. Neste mecanismo, existe, além da chave, o miolo e a maçaneta, os quais são fixados à porta;
  • Contra fechadura: Com a fixação diretamente no batente, fica de encontro à fechadura quando a porta é fechada. Em modelos de porta com folha dupla, a contra fechadura é anexa a uma das folhas, realizando o mesmo efeito do batente. Este é um modelo com uso auxiliar à fechadura.

 

COMO ESCOLHER FECHADURA

No momento de escolher a fechadura, um dos pontos mais vistos é a questão da estética. No entanto, é preciso considerar mais do que isso, como a resistência e o nível de segurança.

A classe de utilização define o desgaste que pode ocorrer com o material da fechadura, por isso se atenta a quantidade de vezes em que a porta será aberta e fechada ao longo do dia. Já o nível de segurança trata-se do ambiente ao qual o equipamento será instalado e o quanto resistente e durável ele é.

O grau de resistência a corrosão também deve ser levado em consideração, principalmente se a fechadura ficará exposta ao ambiente. Nestes casos, calor, umidade etc. podem corroer o material com o tempo, quando não possuírem boa durabilidade e resistência.

Portanto, no momento de escolher a fechadura ideal para o seu lar ou local de trabalho, pense nesses itens além do design.

 

MELHOR FECHADURA PARA CADA AMBIENTE

Para cada ambiente, é possível escolher um tipo de fechadura específico, que se enquadra melhor ao nível de segurança e grau de durabilidade. Confira:

 

Entrada

Como o nome já diz, a fechadura de entrada é utilizada principalmente nas portas principais da casa que permitem a entrada e saída. Possui duas maçanetas e pode ser chaveada tanto por dentro quanto por fora.

Existe uma versão na qual é possível usar uma chave para trancar a porta por fora e, por dentro, há um botão ou alavanca, que faz o travamento. Este é um dos modelos mais eficientes em questão de segurança.

Porém, todas as fechaduras de entrada costumam possuir um nível de segurança médio.

 

Travamento

É um modelo que funciona como complemento para a porta de entrada, sendo o principal deles a tetra chave. É um sistema com molas que operam a trava e o nível de segurança é alto, ideal para entradas, garagens e outros acessos externos.

Esse tipo de fechadura costuma ser feita de metal sólido e resistente, e seu modelo mais simples pode ser instalado em portas de alumínio, metais num geral ou madeira maciça.

Já o modelo mais arrojado, com um sistema duplo, é recomendado para portas de vidro, pois evita que ela seja quebrada com facilidade, em caso de ser forçada.

 

Encaixe

Este é aquele mecanismo de caixa plana e retangular que vai encaixado em uma reentrância da porta, a partir da borda. Para suportar a maçaneta, contém duas placas de metal; e para fechá-la, basta empurrar a porta. Assim, a trava ficará no recesso da porta. Para abrir a porta, posteriormente, é necessário inserir a chave e mover a maçaneta.

O nível de segurança deste modelo, tanto para ambientes internos quanto externos, é mediano. Aconselha-se que o corpo da fechadura seja galvanizado e o fecho em aço ou alumínio.

 

Trinco

Com um nível de segurança relativamente baixo, o trinco é o modelo mais simples e é costumeiramente recomendado para ambientes internos, como quartos, banheiros, despensas e salas.

Quando utilizado, este vira uma espécie de trava.

 

Para porta pivotante

Como a porta pivotante gira em torno do próprio eixo, existem fechaduras e contra fechaduras específicas para esse tipo de abertura. Normalmente, fechaduras para este modelo possuem trinco rolete, garantindo um bom elo com a contra fechadura no batente da porta.

 

Para porta de correr

Esta é uma porta que também carece de equipamentos de travamento específicos. Os mais indicados são os com trinco de papagaio — fecho duplo com dois ganchos —, responsáveis pelo travamento da porta.

 

COMPRAR FECHADURA

Ademais, é sempre importante relembrar a importância do ambiente em que a fechadura será instalada. Residências, empresas e comércios requerem níveis de segurança diferentes para diferentes tipos de porta, grau de movimentação da mesma e, até mesmo, da localidade em volta.

Portanto, no momento de comprar fechadura, leve a sério todos esses dados e encontre o equipamento ideal para a sua necessidade.

tradução de documentos

8 dicas de tradução para o inglês

A tradução do português para inglês parece uma tarefa simples e fácil, principalmente quando se tem ferramentas de tradução disponíveis facilmente na internet.

Mas, não se deixe enganar: traduzir não é tão simples como parece. A língua inglesa possui diversas particularidades que precisam ser consideradas para garantir que a tradução realmente passe a mensagem do texto original.

Há, ainda, outro detalhe: ferramentas de tradução online normalmente não consideram possíveis significados que uma mesma palavra pode ter, o que acaba deixando o texto sem sentido algum.

Por isso, a tradução inglesa feita por humanos é a mais indicada quando se quer ter uma comunicação eficaz. Aqui, damos dicas para realizá-la com alta qualidade. Confira e coloque todas em prática!

tradução de documentos

1. Cuidado com expressões idiomáticas e ditados populares

Expressão idiomática é uma frase cujo significado não é literal, ou seja, é preciso considerar o contexto em que está inserida para compreendê-la.

Já os ditados populares são frases ricas em imagens, muitas vezes com rima e ritmo, que sintetizam uma regra social ou moral, trazendo sempre um ensinamento.

As expressões idiomáticas e ditados populares demandam mais atenção porque não podem ser traduzidos literalmente, uma vez que não fará sentido e comprometerá a comunicação.

É justamente aí que o conhecimento mais aprofundado da língua inglesa e da cultura faz a diferença: possibilita traduzir essas frases corretamente, escolhendo expressões ou ditados que se assemelham e passam exatamente a mensagem do texto original.

 

2. Não traduza verbos frasais literalmente

Os verbos frasais são aqueles que são acompanhados por advérbios ou preposições, o que faz com que o significado do verbo mude completamente. Por isso, não podem ser traduzidos de forma literal.

Um ótimo exemplo disso é o verbo frasal fall for. Sozinho, o verbo fall significa cair. Mas, na forma frasal quer dizer apaixonar-se. Há uma lista extensa de verbos frasais, é importante conhecê-los ao iniciar a tradução.

 

3. Considere diferentes significados da mesma palavra

Muitas vezes, uma mesma palavra tem mais de um significado, dependendo do contexto da frase. Por isso, ao fazer uma tradução em inglês, sempre verifique se a frase faz sentido dentro do contexto.

 

4. Atente-se a falsos cognatos

Os falsos cognatos são palavras que têm grafia parecida, mas seus significados são totalmente diferentes. Devido a essa característica, é importante se atentar a eles no momento da tradução, para evitar erros.

Na lista de principais falsos cognatos está o famoso push, que muitos confundem com puxar, mas significa empurrar. Há, ainda, o termo pretend, que não é pretender, mas sim fingir.

 

5. Cuidado com os verbos no gerúndio

No inglês, nem sempre o verbo no gerúndio (com terminação ing) indica uma ação em andamento. Se vier antes do substantivo, ele desempenha o papel de um adjetivo, ou seja, indica um atributo.

O exemplo mais clássico disso é Sleeping Beauty. Neste caso, sleeping não significa dormindo, mas sim adormecido. É justamente daí que vem o nome Bela Adormecida.

 

6. Foque nas ideias

Ao realizar uma tradução, é importante focar nas ideias transmitidas na frase, sem se prender ao sentido literal da palavra. Para isso, é importante considerar o contexto e gírias no momento da tradução.

Isso faz a diferença porque possibilita que o texto fique fiel ao original, com compreensão facilitada. Conhecimento sobre gírias, bem como expressões idiomáticas e ditados populares, podem ser adquiridos consumindo mais material em inglês, o que ajudará na tradução.

 

7. Revise

A revisão de texto em inglês é essencial para correção de pequenos erros, o que faz toda a diferença não somente para a comunicação, mas também para passar uma imagem mais profissional e séria.

É justamente por isso que é importante revisar a tradução de documentos para inglês, bem como tradução de sites, artigos científicos, entre outros, refletindo uma imagem de credibilidade.

8. Contrate uma empresa de tradução

Se você não tiver experiência com tradução e amplo conhecimento em língua inglesa, a melhor solução para o seu caso é contratar uma empresa de tradução para inglês.

A razão disso é simples: dessa forma, você garante que sua tradução seja feita por profissionais altamente capacitados, com amplo conhecimento no idioma, tendo o melhor resultado possível.

Tradução para o inglês com a Espanglish

Quer contratar empresa de tradução para inglês, mas não conhece nenhuma de qualidade? A Espanglish é uma dica perfeita para você!

A Espanglish tem vasta experiência no mercado de tradução e uma equipe com tradutores altamente qualificados, com conhecimento aprofundado em inglês, aplicando-o para realizar um trabalho de qualidade superior.

Além disso, todo o time atua voltado para o cumprimento de prazos, garantindo o sigilo de informações. O preço é definido conforme o trabalho, mas sempre com custo justo, que não pesa no orçamento.

Aproveite para entrar em contato com a Espanglish para conhecer mais sobre o serviço de tradução para o inglês e solicite um orçamento sem compromisso!

Quanto tempo dura o curso de Gestão de Segurança Privada?

Que tal ter papel fundamental na proteção dos ativos tangíveis e intangíveis de uma empresa? E colaborar com a segurança dos funcionários, da informação e do patrimônio da organização? Então o curso de Gestão de Segurança Privada é o que você procura. Os profissionais formados nessa área podem também atuar com segurança particular, segurança bancária, segurança de eventos, segurança do trabalho, transporte de grandes valores, escolta armada, serviço de inteligência, enfim, as oportunidades são inúmeras.

Mas não apenas com trabalho de carteira assinada vive o profissional graduado em Gestão de Segurança Privada. Muito pelo contrário. O mercado também é muito bom para quem prefere atuar como autônomo, prestando consultoria em segurança patrimonial, para o departamento de segurança interno de empresas, o que não faltam são opções de segmentos a serem seguidos. Isso sem contar a possibilidade de conquistar uma vaga em concursos públicos de instituições municipais, estaduais e até mesmo federais.

Mas antes, claro, é necessário ingressar em uma faculdade de Gestão de Segurança e ir em busca do conhecimento necessário que a área exige, e claro, do diploma de nível superior. O curso tecnologo em Gestão de Segurança Privada tem duração mínima de 24 meses, divididos em quatro períodos. Essa é uma informação importante pois, caso alguma instituição de ensino venha a oferecer graduação em menos tempo, desconfie, pois ela estará indo contra uma regulamentação do Ministério da Educação e, se ainda assim você insistir e se matricular, seu diploma não terá validade.

 

Grade Curricular

Ao longo dos quatro semestres que compõem o curso de Tecnologia em Gestão de Segurança Privada EAD, o aluno terá acesso à disciplinas que serão fundamentais para a compreensão da área e, principalmente, para que já saia da faculdade pronto para ingressar no mercado de trabalho e ser disputado pelas melhores empresas do ramo.

Ficou curioso para conhecer quais são essas disciplinas? Então a gente mostra…

1º Semestre

  • Introdução às Ciências Sociais
  • Empreendedorismo
  • Prática Textual em Língua Portuguesa
  • Sociologia Geral
  • Economia e Mercado
  • Métodos e Técnicas de Pesquisa
  • Gestão de Pessoas

2º Semestre

  • Legislação Empresarial
  • Direitos Humanos, Educação no Trânsito e Relações Étnico-Raciais
  • Comunicação Empresarial
  • Linguagem Brasileira de Sinais – Libras
  • Terrorismo, Narcotráfico, Organizações Criminosas e Crimes Digitais
  • Negociação e Gestão de Conflitos de Segurança
  • Análise e Gerenciamento de Risco

3º Semestre

  • Educação Ambiental e Cidadania
  • Suporte à Vida e Primeiros Socorros
  • Prevenção e Combate a Sinistro
  • Gestão de Prevenção e Repressão à Violência
  • Consultoria em Segurança
  • Gestão do Conhecimento, Inteligência e Contrainteligência
  • Tecnologias Aplicadas ao Sistema de Segurança
  • Tópicos Especiais

4º Semestre

  • Legislação para Segurança Privada
  • Fundamentos de Criminologia e Criminalística
  • Armamento, Munição e Explosivos
  • Gestão Técnica de Segurança Privada
  • Gerenciamento de Segurança Pessoal e Executiva
  • Segurança Pessoal e Privada
  • Psicologia Aplicada à Segurança

Além de fazer as provas que cada uma dessas disciplinas exige, garantindo a pontuação necessária para ser aprovado, durante o curso de Gestão de Segurança Privada a distancia também é obrigatório realizar as atividades complementares (já disponíveis a partir do primeiro semestre, mas ficando a critério do aluno quando iniciar) e as atividades integradoras (no segundo e no quarto semestres).

 

Melhor faculdade de Gestão de Segurança Privada EAD

A melhor faculdade EAD para matricular-se e iniciar a Tecnologia em Gestão de Segurança Privada é aquela que, em primeiro lugar, tenha reconhecimento do Ministério da Educação para oferta de cursos nessa modalidade. Assim você terá a certeza de estudar em uma instituição séria, e também que seu diploma será válido e muito bem visto junto ao mercado de trabalho.

Ela também deve te dar a liberdade de poder escolher qual a duração e valores de mensalidades que melhor se adequem a sua situação de momento. Lembrando sempre que, no caso de Gestão em Segurança Privada, essa duração nunca deve ser inferior a dois anos.

E além disso, ter a possibilidade de optar com qual material didático prefere estudar. Se gosta dos meios tradicionais, de ter em mãos o material físico, então terá à disposição os livros impressos e as videoaulas em DVD’s. Agora, se não abre mãos de estar conectado à internet, poderá usufruir desses mesmos materiais em suas versões digitais, que podem ser acessadas diretamente no Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA).

No mais, é só dedicar-se, ter o foco necessário, cumprir com as exigências do curso, e pronto, você certamente terá tudo o que precisa para tornar-se um excelente profissional da área de Gestão de Segurança Privada.

É muito difícil passar na prova da Polícia Federal?

Conquistar uma vaga no concurso pf requer muita dedicação, foco e estudo. Isso porque, a seleção está entre as mais cobiçadas pelos concurseiros.

Porém, para aqueles que têm a aprovação no concurso como uma meta de vida, não se trata de uma missão impossível.

Mesmo assim, é importante ter em mente que, para conseguir uma vaga no concurso pf 2021, é preciso iniciar a sua preparação agora mesmo!

Para isso, o ponto inicial é descobrir as materias para concurso pf e organizá-las em um cronograma de estudos para concurso pf.

Mas, antes de mergulhar nos estudos, é ideal conhecer as disciplinas concurso pf e se basear nelas para obter um melhor aproveitamento.

Neste sentido, você pode ter também o auxílio de um curso preparatorio para concurso policia federal onde, contando com a experiência de professores especialistas em aprovação, será mais fácil direcionar os conteúdos a serem estudados e avaliar o seu desempenho.

Aqui nesta etapa você pode optar por um curso online para concurso pf ou, até mesmo, um curso presencial. O importante é contar com um bom material de estudo para concurso pf.

Outro método de estudo bastante efetivo se baseia em buscar o concurso pf provas anteriores e resolver suas questões simulando um ambiente de prova real.

Ao testar seus conhecimentos com o simulado concurso pf você ainda tem a oportunidade de identificar os seus pontos fortes e fracos.

 

Etapas de avaliação – Concurso Polícia Federal

Para quem deseja antecipar seus estudos e precisa saber o que estudar para o concurso pf basta conferir o resumo que preparamos abaixo.

Assim ,tendo como base o último edital publicado pelo órgão, é possível saber que os candidatos foram avaliados por meio de provas objetivas e discursivas, exame de aptidão física, exame médico, avaliação psicológica, prova prática de digitação (para o cargo de Escrivão), avaliação de títulos, prova oral (para o cargo de Delegado) e curso de formação profissional.

Houve ainda um curso de formação, o qual foi realizado no Distrito Federal.

Além disso, as provas objetivas e discursivas foram aplicadas em agosto de 2018 em todas as capitais e no Distrito Federal. A prova oral para o cargo de Delegado aconteceu somente em Brasília/DF.

Na prova objetiva, que foi composta por 120 questões, os candidatos tiveram seus conhecimentos avaliados nas disciplinas de Língua Portuguesa, Noções de Direito Administrativo, Noções de Direito Constitucional, Noções de Direito Penal e de Direito Processual Penal, Legislação Especial, Estatística, Raciocínio Lógico, Arquivologia Informática e Contabilidade Geral entre outros, conforme o cargo selecionado.

 

Concurso da Polícia Federal 2021

O concurso da Polícia Federal – PF 2021 já está autorizado e teve o Cebraspe definido como banca organizadora ainda nos últimos dias de 2020.

Com edital previsto ainda para o mês de janeiro, a expectativa é de que o órgão ofereça 1,5 mil vagas para as funções de agente, escrivão, delegado e papiloscopista.

Confira abaixo os requisitos e atribuições para cada um dos cargos, baseados no edital da PF de 2018:

 

Agente: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo MEC.

Atribuições: investigar atos ou fatos que caracterizem infrações penais; proceder busca de dados necessários; executar todas as tarefas necessárias à identificação, ao arquivamento, à recuperação, à produção e ao preparo dos documentos de informações; executar todas as atividades necessárias à prevenção e repressão de ilícitos penais da competência da Polícia Federal; conduzir veículos automotores, embarcações e aeronaves; auxiliar a autoridade policial em todos os atos de investigação, cumprir medidas de segurança orgânica e desempenhar outras atividades de natureza policial e administrativa.

 

Escrivão: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso superior, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo MEC.

Atribuições: dar cumprimento às formalidades processuais, lavrar termos, autos e mandados, observando os prazos necessários ao preparo, à ultimação e à remessa de procedimentos policiais de investigação; atuar nos procedimentos policiais de investigação, acompanhar a autoridade policial, sempre que determinado, em diligências policiais; responsabilizar-se pelo valor das fianças recebidas e pelos objetos de apreensão; conduzir veículos automotores; cumprir medidas de segurança orgânica; atuar nos procedimentos policiais de investigação e desempenhar outras atividades de natureza policial e administrativa.

 

Delegado: diploma, devidamente registrado, de bacharel em Direito, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC), e comprovação de 3 (três) anos de atividade jurídica ou policial.

Atribuições: instaurar e presidir procedimentos policiais de investigação; orientar e comandar a execução de investigações relacionadas com a prevenção e repressão de ilícitos penais; participar do planejamento de operações de segurança e investigações; supervisionar e executar missões de caráter sigiloso; participar da execução das medidas de segurança orgânica, bem como desempenhar outras atividades, semelhantes ou destinadas a apoiar o órgão na consecução dos seus fins.

 

Papiloscopista: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso superior, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo MEC.

Atribuições:  executar, orientar, supervisionar e fiscalizar os procedimentos de coleta, revelação, levantamento e armazenamento de fragmentos e impressões papilares, exames e laudos oficiais papiloscópicos, representação facial humana; operação e gestão de bancos e sistemas automatizados de identificação civil e criminal; assistir à autoridade policial; desenvolver estudos na área de papiloscopia; conduzir veículos automotores; cumprir medidas de segurança orgânica e desempenhar outras atividades de natureza policial e administrativa.

Onde trabalha um técnico em logística?

Técnico em logística ou tecnologo em logistica são as denominações usadas para todos aqueles que concluíram o curso técnico em logística.

Para quem não sabe, o curso de logística é ofertado como graduação, tanto na modalidade online quanto presencial, possuindo a duração mínima de dois anos e carga horária total de 1780 horas curriculares.

Durante o curso de logística o aluno aprende como atuar em operações logísticas, colaborando no planejamento e execução de tarefas em empresas, de todos os portes, e indústrias. Além disso, ele passa a conhecer todos os procedimentos de transportes, armazenamento e distribuição de bens e serviços. Tudo isso de acordo com as normas de saúde, higiene, meio ambiente, segurança e legislação vigente.

 

Grade curricular do curso de tecnologia em logística

Com o objetivo de atender as necessidades mencionadas acima e preparar os profissionais com excelência, prontos a encarar todos os desafios impostos pelo mercado de trabalho, a faculdade de logística conta com uma grade curricular bem abrangente.

E para que você possa ter uma noção de quais são as disciplinas do curso, vamos mencionar abaixo os conteúdos-base que devem estar presentes nos cursos a distância ou presenciais. Porém, lembramos que as matérias e suas nomenclaturas podem variar de uma instituição para outra.

Sendo assim, as principais disciplinas abordadas no curso de logística a distância e presencial são: Filosofia das Ciências Sociais, Empreendedorismo, Língua Portuguesa, Sociologia, Economia, Gestão de Pessoas, Legislação Empresarial, Direitos Humanos e Relações Étnico-Raciais, Comunicação Empresarial, Administração da Produção e Materiais, Gestão de Operações e Estoques, Gestão da Cadeia de Suprimentos, Canais de Distribuição de Marketing, Educação Ambiental e Cidadania, Logística Reversa, Gestão de Compras e Fornecedores, Gestão de Custos e Riscos Operacionais, Logística e Transporte Internacional, Gestão de Transportes, Mobilidade e Logística Urbana e Sistemas de Movimentação e Armazenagem.

 

Mercado de trabalho para tecnólogos em logística

Como já mencionamos anteriormente, o profissional de logística pode trabalhar em empresas de diversos setores e tamanhos. Porém, para que você possa ter uma ideia da amplitude da profissão, vamos elencar abaixo 5 funções que podem ser exercidas por este profissional. Vamos lá?

 

Planejamento de demanda e estoque

Em uma das suas atuações, o profissional de logística especialista em planejamento de demanda e estoque fica responsável por aplicar a estatística e realizar previsões, integrando os ambientes de vendas, produção e logística.

Além disso, em seu dia a dia, ele  trabalha ainda com redução de custos e aumento do nível de qualidade e eficiência de serviços.

 

Armazenamento e embalagem

Uma das funções do profissional que atua com o armazenamento e embalagens é a otimização dos espaços físicos. Por isso, fica sob sua responsabilidade avaliar as condições de armazenamento e identificar mudanças que precisam ser realizadas.

Ainda como sua demanda está pensar nos detalhes das embalagens primárias e identificar o melhor meio de transporte para entrega do produto ao destino final.

 

Controller logístico

O controller logístico trabalha com a organização de processos, implantação e monitoramento de cada etapa de execução. Atua também com a definição de indicadores de performance que identificam o nível de serviço, produtividade, desempenho e resultados.

Também pode ser atribuída como sua função o papel de consultor interno, uma vez que, juntamente com o gerente de logística, se encarrega da tomada de decisões.

Ainda nesta função, o graduado pode exercer o cargo de auditor interno, conferindo a qualidade das informações geradas para o cálculo de valores pagos aos prestadores de serviços.

 

Cadeia de suprimentos

Nessa área, quem se forma em Logística e se torna um tecnólogo, deixa de acompanhar apenas os processos internos e passa a acompanhar também os processos de parceiros de negócios, como fornecedores, transportadores e distribuidores.

Aqui o objetivo é alcançar a integração entre as áreas, tornando as operações mais rápidas e eficazes e lucrativas.

 

Gestão de transportes e armazéns

O uso das ferramentas de gestão de transportes (TMS) e de armazéns (WMS) ainda é recente no Brasil, o que significa que, em breve, haverá um bom espaço a ser ocupado pelos especialistas.

É possível dizer que o WMS visa a automatização dos processos de recebimento, armazenagem e expedição. Enquanto o TMS garante controle máximo da operação de transporte, da expedição até a entrega ao cliente.

Como emagrecer rápido?

Emagrecer e conquistar uma silhueta enxuta é o desejo de muitos, recobrando a autoestima. Mas, a maioria das pessoas quer resultados em curto prazo. É justamente aí que surge uma dúvida: afinal, como perder peso rapidamente?

Existem métodos altamente eficazes que podem ser colocados em prática. Conheça, a seguir, quais são eles e aproveite para ter o corpo que sempre sonhou de maneira rápida!

  1. Faça uma reeducação alimentar

Acredite, mudar seus hábitos alimentares faz toda a diferença para emagrecer rapidamente. Mas, não adianta realizar dietas restritivas, é importante fazer uma reeducação alimentar.

E o que seria esse método? Simples: consiste numa alteração nos hábitos alimentares, passando a consumir mais itens hipocalóricos, ou seja, de baixa caloria. Além disso, aumenta-se a ingestão de alimentos ricos em nutrientes, para garantir que seu corpo tenha vitaminas e minerais essenciais.

Deve-se evitar alimentos industrializados, ricos em sal e açúcar, bem como em gordura, porque eles comprometem e desaceleram a queima de gordura corporal, dificultando o emagrecimento.

O grande diferencial dessa mudança de hábitos é que ela é feita para ser permanente e não momentânea como se faz em dietas restritivas. Ou seja, é possível emagrecer rápido e manter o peso após esse processo.

  1. Pratique exercícios regularmente

Deixe a preguiça de lado se realmente quiser emagrecer rapidamente. A prática regular de exercícios ajuda a queimar gordura abdominal com maior eficiência, acelerando o processo de emagrecimento.

Recomenda-se realizar exercícios diariamente, preferencialmente os aeróbicos, que promovem uma elevada queima de gordura corporal, aumentam a resistência física e qualidade de vida. Faça treinos de meia hora, pelo menos.

Se possível, mescle exercícios aeróbicos com a musculação, que ajudará no ganho de massa magra e evitará efeitos indesejados do emagrecimento rápido, como a flacidez e excesso de pele.

Tenha atenção a um detalhe: embora o exercício seja essencial para o emagrecimento, não abuse fazendo treinos muito longos e intensos, porque isso aumenta o risco de lesão, o que exigiria realizar uma pausa na prática esportiva, dificultando a perda de peso.

  1. Utilize suplementos emagrecedores

Existem suplementos emagrecedores que são excelentes alternativas para dar suporte no processo de emagrecimento, acelerando-o expressivamente, sobretudo quando combinado com uma reeducação alimentar e prática de exercícios.

É possível, por exemplo, fazer uso de um bloqueador de carboidrato manipulado ou um termogênico, que é um produto que acelera o metabolismo e a queima de gordura. Dessa forma, reduz-se medidas de modo expressivo.

O diferencial de utilizar um suplemento bloqueador de gordura ou termogênico é que eles são naturais, por isso são facilmente aceitos pelo organismo e têm risco reduzido de provocar efeitos colaterais.

Mesmo assim, não abra mão de verificar as orientações do fabricante sobre posologia e contraindicações, para garantir que o produto é realmente indicado para seu organismo.

Entre os exemplos de suplemento bloqueador de gordura natural, destaque para o SlimCarb, Chitosan, Orlistat, Ágar-Ágar, Faseolamina, entre outros. Sempre compre suplemento para emagrecer rápido de uma empresa séria e com sólida experiência no mercado, para assegurar a qualidade do produto e realmente perder peso.

Muro ou gradil? Qual a melhor opção para imóveis em Chapecó?

Cercar imóveis em Chapecó é uma das melhores soluções de segurança perimetral, utilizando uma barreira física para evitar invasões e prejuízos, bem como para proteger os moradores.

Entre as principais alternativas de cercamento há a possibilidade de utilização de muro ou gradil. A seguir, falamos sobre qual é a melhor opção para imóveis em Chapecó. Confira!

O que é o gradil?

Antes de se aprofundar na questão de qual é a melhor alternativa, é importante saber exatamente o que é gradil. Trata-se de uma grade de proteção utilizada em cercamentos.

O gradil é fabricado com arames de aço galvanizado e pode receber uma camada protetiva de material sintético, formando um revestimento duradouro sobre o metal, de modo a potencializar sua resistência contra danos como a ferrugem.

Além disso, o gradil é modular, o que agiliza sua instalação e facilita seu manuseio. Possui estética agradável, contribuindo positivamente com a decoração do espaço em que é aplicado.

É versátil e pode ser instalado em diversos tipos de imóveis, seja os residenciais, condomínios, comerciais e empresariais, entregando bons resultados de proteção e segurança.

Diferenças entre muro e gradil

Conhecer as principais diferenças entre esses tipos de cercamento ajuda a escolher a melhor opção para seu imóvel em Chapecó. Confira, logo abaixo, quais são elas:

Durabilidade

Por ser confeccionado com materiais resistentes a danos, o gradil é durável e exige baixa manutenção. Já o muro demanda uma manutenção periódica para preservar sua estrutura.

Segurança

O gradil conta com o diferencial de não ser escalável, porque os vãos dessas telas de proteção Chapecó são pequenos e o material é liso. Por outro lado, o muro é facilmente escalado devido ao seu acabamento.

Privacidade

No quesito privacidade, o muro é um grande destaque, já que não permite que terceiros vejam o que se passa o imóvel. Mas, há um ponto negativo nisso: não é possível verificar o movimento da rua ou notar se há alguém à espreita. Se quiser visualizar a movimentação ao redor do imóvel, o gradil é melhor porque oferece boa visibilidade.

Aproveitamento do material

Por ser modular, o gradil possibilita um melhor aproveitamento do material, sem perda por cortes, ajudando a economizar. O muro, por sua vez, oferece maior chance de perda de material.

Montagem

Como o gradil é modular, sua montagem e instalação é rápida e prática. Já o muro possui diversas etapas de construção, o que demanda mais tempo para finalização do trabalho.

Estética

A estética do gradil é discreta, sem alterar a decoração do local. O muro modifica profundamente a fachada e é mais vulnerável a alterações por terceiros, como o grafitti.

Espaço

O gradil é compacto, por isso pode ser instalado em áreas reduzidas, desempenhando bem sua função de proteção. Se quiser optar pelo muro, é preciso ter mais espaço para construí-lo.

Muro x gradil: qual o melhor?

Comparando ambas as alternativas, o gradil se destaca como a melhor opção. Para comprar gradil em Chapecó de alta qualidade, entre em contato com a Dimatelas, que é referência em cercamentos na região.

Ponto Comercial: Como escolher?

A localização é um dos critérios mais importantes para o sucesso de qualquer estabelecimento, por isso a escolha de um ponto comercial precisa de um bom planejamento. Não basta ter a mão de obra, é preciso sonhar alto e pensar que quanto mais bem localizado você está, mais pessoas chegarão até você.

A verdade é que muitas pessoas esquecem de se preocupar com a escolha do seu ponto comercial e acabam sentido o reflexo desta logo nos primeiros meses de portas abertas. Muitos critérios devem ser analisados antes de se dar qualquer passo, pois seu ponto de venda deve se adequar ao produto que você comercializa, ao seu público e também ao financeiro do negócio.

Mas, afinal, como escolher o ponto comercial certo? É sobre isso que falaremos no decorrer deste artigo! Vem com a gente entender um pouco mais sobre o futuro do seu negócio.

Seu ponto comercial ideal está onde seu público se encontra

Se você está na fase de escolher um ponto comercial, com certeza, deve ter o perfil do seu consumidor bem definido. Não é muito difícil entender que o lugar certo para o crescimento de seu negócio será onde seu público-alvo está.

Neste momento você pode estar se perguntando: “como ter a certeza do ponto comercial certo para mim?”. A dica é você fazer uma boa pesquisa! Tome como referência o perfil dos clientes de estabelecimentos do mesmo segmento que o seu, considerando faixa etária, gênero, renda, etc.

Depois de colher os dados, você deverá pesquisar por regiões em que esse perfil é bastante encontrado. A partir daí você poderá começar a avaliar pontos comerciais que serão interessantes para você. O principal fato que torna um ponto ruim é a ausência do seu público-alvo no local.

Seu ponto comercial precisa lhe dar visibilidade

Seu negócio precisa ser visto para ter sucesso. A visão de quem passa na rua é diferente de quem está de carro ou de ônibus, por isso é importante fazer uma boa avaliação antes da escolha.

Obstáculos que possam obstruir a fachada, como pontos de ônibus, árvores e fiação poderão atrapalhar seu desempenho e fazer com que aquele que está passando não veja seu estabelecimento. Avalie, planeje e tenha como escolha uma localização que lhe permita crescer e ser visível.

Ser acessível é algo importante

Agora ao invés de empresário você é um cliente que está a procura de um delicioso café. Imagine que o estabelecimento está em um ótimo lugar, mas seria difícil parar, pois se trata de uma via de trânsito rápido. A visibilidade é ótima, porém é difícil se ter acesso.

Trocar 6 por meia dúzia não rola quando o assunto é ponto comercial. É preciso que a visibilidade e acessibilidade conversem entre si, permitindo que as pessoas lhe vejam, parem e venham até você. Para se ter noção da acessibilidade do ponto comercial é importante que você faça visitas alternadas em diversos horários e dias. Fique de olho e pergunte sobre a localização para pessoas próximas do local. Evite escolher um ponto próximo de locais perigosos, como praças mal iluminadas e corredores sem saída.

O posicionamento do ponto comercial faz toda a diferença

O posicionamento do ponto comercial é outro fator que merece toda a atenção quando se está planejando abrir um negócio. Um dos pontos que podem lhe trazer bastante sucesso são os de esquina, mas vale lembrar que alguns critérios devem ser avaliados. Para que um ponto de esquina seja viável você deverá estudar se ele está bem posicionado em relação ao fluxo de pedestres e de carros.

Entender se a localização condiz com o fluxo e se o ponto está em uma área de sombra e tranquilidade pode fazer toda a diferença.

Conheça as lojas ao redor

Nem sempre se afastar dos vizinhos é uma boa alternativa, principalmente quando o assunto é atrair clientes. A verdade é que quanto mais próximo você estiver de comércios compatíveis com o seu, mais clientes chegarão até você.

Quer um exemplo? Vamos supor que você venda calçados, automaticamente ter uma loja que venda roupas e acessórios trará muitos pontos positivos para você. Porém, se você vende calçados e as lojas ao seu redor vendem artigos de materiais de construção você acabará sendo um peixe fora d’água.

Fique de olho no crescimento da região

Um critério que deve pesar bastante na balança na hora da escolha do seu ponto comercial é em relação ao desenvolvimento do bairro. Estar de olho em possíveis mudanças é algo totalmente favorável para uma estratégia de expansão a longo prazo. Portanto, busque fontes confiáveis e tire um tempinho para avaliar os arredores do ponto no qual você está de olho.

O ponto comercial cabe no seu orçamento?

O planejamento é chave de qualquer negócio e você pôde ver no decorrer das linhas que ele está presente em diversos momentos. Quando o assunto é o compromisso de uma locação ou a compra de um ponto, o planejamento se torna ainda mais essencial. Por isso, contar com uma empresa especializada nesse tipo de venda e locação é uma ótima opção. Analisamos algumas opções e encontramos, por exemplo, a Ótimoponto em Curitiba, eles possuem diversas opções em pontos comerciais na cidade.

ponto comercial alugar e comprar

É importante que você se certifique que o local conta com um preço compatível ao investimento que você está disposto a fazer. Além disso, você deve avaliar questões, como prazo de retorno e movimento esperado. Coloque cada gasto na ponta da caneta e pesquise valores Não se limite e veja opções tanto de compra e aluguel da região no qual está pretendendo se instalar.

Ter cartas na manga se torna algo essencial para que você tenha mais chances de negociação e chegue ao objetivo esperado. Nunca encerre sua busca tendo apenas uma opção.

Enfim, um bom trabalho de campo é essencial para que as dicas deste artigo sejam complementadas. Lembre-se que com um bom planejamento e foco no objetivo você poderá conquistar tudo aquilo que deseja.

Gostou do conteúdo? Deixe seu comentário e compartilhe nossas dicas com seu amigo empreendedor que precisa daquele empurrãozinho para escolher o melhor ponto comercial para o seu negócio!